Com_traste

Com_traste

quarta-feira, 6 de julho de 2011

sem ofensa mas..queiram lá fazer o favor de...



Fo..da-se o medo das palavras
A falta de coragem
A falta de ousadia
Fo..da-se este dia
E o dia das missas e orações
Fo..da-se o homem certinho
Até o seu amigo e vizinho
Fo..da-se as cantigas de amor e o fado
Fo..da-se os gajos ca.brões
As gajas mal fo.di.das
Fo..da-se o raio desta vida
Os egos inchados
Os políticos desonestos
Fo..da-se o meu próprio manifesto
E a loucura das minhas contradições
Fo..da-se a minha vizinha e a cadela que não se cala
Fo..da-se ainda quem se cala
A galinha e os ovos de ouro
Fo..da-se o ordenado que não chega
A inveja e a ganãncia
Fo..da-se o vinho aguado
O cigarro que me mata
Fo..da-se a gente de barriga farta
E a riqueza dos ladrões
Fo.da.se!

Ora fo.dam-se todas as opiniões
Eu quero lá saber se acham mal
Fo..dam-se todos em geral
Que eu vou usar palavrões!!

Disse..ufff e que bem que me soube!
Agora corem a ver se me importo…

1 comentário:

  1. Hoje é d'aqueles dias que junto a minha á sua vóz.. ;O)

    ResponderEliminar