Com_traste

Com_traste

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Espantalho


Quando o homem pássaro se esquece de voar
O tempo passa
O tempo voa
E ele esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Quando o homem pássaro se esquece de sonhar
A noite cai
O dia nasce
E ele esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Quando o homem pássaro se esquece do rumo
A vida muda
O mundo gira
E ele esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Quando o homem pássaro se esquece do outro
A morte surge
A solidão mata
E ele esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Quando o homem pássaro esquece quem é
Secam-lhe as veias
Crescem-lhe os ramos
E ele esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Cria raízes na terra já sem vida
E o homem pássaro já nada lembra
Esquecido
Parado
Quieto
Adormecido
Abre os ramos secos
Afugentando os pássaros
A que outros homens deram vidam

1 comentário:

  1. Quando se deixa de sonhar, morremos para a vida.
    1Bj e uma optima semana

    ResponderEliminar